UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 11h47

Acidente aéreo deixa 1 morto e 114 feridos na Colômbia

Por Luis Jaime Acosta

BOGOTÁ (Reuters) - Uma pessoa morreu e 114 ficaram feridas nesta segunda-feira no acidente de um avião Boeing 737-700, que se partiu em três durante uma manobra de aterrissagem na ilha colombiana de San Andrés, no mar do Caribe. Presume-se que teria sido atingido por um raio.

Dos quatro brasileiros que estavam no avião, três já receberam alta.

O avião da companhia aérea Aires transportava 121 passageiros e seis tripulantes, na rota Bogotá-San Andrés, disseram autoridades, que atribuíram as causas do acidente a um fenômeno climatológico.

"O capitão da aeronave nos informa que o aparelho foi atingido por um raio. Estamos inspecionando os destroços do avião para tentar estabelecer quais foram os danos e o que provocou o acidente", disse o subdiretor da Aeronáutica Civil, coronel Donald Tascón.

Várias testemunhas asseguraram que no momento da aterrissagem ocorriam tempestades com descargas elétricas, que causaram o acidente.

Os passageiros do avião foram retirados imediatamente por bombeiros e equipes de resgate que os transportaram a clínicas e hospitais da ilha.

A vítima que morreu foi uma mulher de 65 anos, cuja causa da morte ainda está sendo verificada mas, segundo a mídia, teria sido por um infarto. Quatro crianças de menos de um ano saíram ilesas.

O diretor de segurança civil da Polícia Nacional, general Orlando Páez, disse que a habilidade do piloto evitou uma tragédia de grandes proporções.

"É um milagre. A habilidade do piloto impediu que a aeronave saísse da pista. Pelo impacto, os motores se desprenderam", declarou o oficial.

A Embaixada do Brasil em Bogotá confirmou que quatro brasileiros estavam a bordo do avião --dois homens e duas mulheres. Três já foram liberados e apenas um segue internado, fora de perigo, informou o Itamaraty em nota.

Um outro passageiro, de nacionalidade norte-americana, também está fora de perigo, afirmou Páez.

Um dos passageiros que sobreviveram ao acidente disse que tudo passou muito rápido e o resgate foi imediato.

"Até a hora em que anunciaram a aterrissagem íamos bem, mas de um momento para outro senti um golpe. A poltrona onde eu estava sentado saiu, expelida, mas eu me soltei e logo destravei o cinto das minhas filhas", disse Heriberto Rúa, que viajava à ilha com a esposa e as cinco filhas para passar uma temporada de férias.

As operações aéreas do aeroporto local foram suspensas, enquanto uma comissão da Aeronáutica Civil iniciou uma investigação para estabelecer as causas do acidente.

O ministro dos Transportes, Germán Cardona, disse que o avião era novo, com uma manutenção rigorosa e que tudo apontava para o raio como causador do acidente.

"Parece que a situação meteorológica na ilha neste momento está complicada e a primeira informação que temos é que aparentemente um raio atingiu o avião", afirmou Cardona.

"Um lamentável acidente que felizmente não teve as consequências que poderia ter tido".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h09

    -0,32
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h16

    1,63
    62.677,73
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host