UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 20h32

Ex-ditador grego Dimitris Ioannidis morre aos 87 anos

ATENAS (Reuters) - O ex-ditador grego Dimitris Ioannidis, um dos líderes de uma junta militar que governou o país entre 1967 e 1974, morreu nesta segunda-feira aos 87 anos por uma doença pulmonar, disseram funcionários de um hospital.

Ioannidis foi transferido na noite anterior da penitenciária ao hospital. Ele cumpria pena de prisão perpétua depois de ser considerado culpado de alta traição em 1975.

"Ele foi hospitalizado na noite passada e morreu nesta manhã", disse à Reuters um funcionário do hospital Nikaia, em Atenas.

Como chefe de polícia da junta militar, Ioannidis foi um dos responsáveis pela sangrenta repressão contra uma rebelião na Universidade Politécnica de Atenas, em 1973. Dias depois, destituiu o ditador George Papadopoulos.

Ioannidis também esteve por trás de um golpe de Estado que derrubou o presidente cipriota Makarios em 1984, disparando uma invasão turca e a divisão da ilha.

Ioannidis foi condenado à morte por alta traição em 1975, setença que, depois, foi reduzida a prisão perpétua.

(Reportagem de Renee Maltezou)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host