UOL Notícias Notícias
 
18/08/2010 - 18h32

Venezuela diz que continuará enviando gasolina ao Irã

CARACAS (Reuters) - A Venezuela continuará a enviar gasolina ao Irã apesar das sanções impostas à República Islâmica pelos Estados Unidos e pela União Europeia, disse nesta quarta-feira o embaixador de Caracas em Teerã.

Uma série de sanções acertadas desde junho devido ao polêmico programa nuclear iraniano atingem o setor petroleiro e industrial.

O Irã é o quinto maior exportador de petróleo do mundo, mas importa cerca de 40 por cento da gasolina consumida internamente devido à falta de capacidade de refino.

"Estamos à serviço do Irã e sempre que o Irã precisar nós iremos abastecê-lo com gasolina", disse o embaixador venezuelano, David Velásquez, à agência semi-oficial iraniana Fars, segundo nota da agência estatal venezuelana AVN.

O governo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, diz enviar cerca de 20.000 barris de gasolina por dia ao Irã.

As novas sanções deram luz aos importantes e crescentes laços entre Teerã e Caracas, mas analistas dizem que há poucas chances de a Venezuela aumentar suas exportações de petróleo para atender às necessidades do Irã.

A estatal petroleira venezuelana PDVSA tem sofrido uma série de interrupções em sua rede de refino desde o ano passado e tem sido forçada a importar derivados de petróleo, apesar de estar localizada em uma das maiores reservas de petróleo do mundo.

(Reportagem de Marianna Parraga)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host