UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 13h03

Dilma: Caixa não deve se envergonhar de números do Minha Casa

BRASÍLIA (Reuters) - A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira que a Caixa Econômica Federal não deve se envergonhar dos números ainda reduzidos do programa Minha Casa, Minha Vida.

Ela disse que o volume de casas entregues é de fato baixo devido ao prazo longo que vai desde a aprovação do projeto de construção até a entrega do imóvel que, segundo ela, tem um tempo médio de 33 meses.

Dilma afirmou que 590 mil imóveis do programa já foram contratados pela Caixa.

"A Caixa não devia ficar com vergonha de dizer que entregou menos casas", disse a candidata. "A Caixa não devia esconder os números... Estranho seria fazer tão rápido."

Ela prometeu que, se eleita, instituirá metas para o programa habitacional, para a universalização da água e para o saneamento.

O programa Minha Casa, Minha Vida prevê a entrega de 1 milhão de moradias até o final deste ano. A candidata promete atingir 2 milhões na segunda fase.

"Política habitacional neste país não existia. Não são muitas casas entregues e nem poderia ser (por conta do tempo médio)."

Desde o início do programa, em 2007, foram entregues cerca de 137 mil moradias, segundo a Caixa. Deste total, 560 casas estão na faixa de renda de até três salários mínimos.

Dilma visitou nesta quinta-feira a sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

(Reportagem de Natuza Nery)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host