UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 16h56

CORREÇÃO-Grupo muçulmano é multado por cartum do Holocausto

(Corrige declaração no 3o parágrafo para remover negativa incorreta)

AMSTERDÃ (Reuters) - Um grupo muçulmano holandês foi multado nesta quinta-feira em 2.500 euros (3.200 dólares) por publicar um cartum no qual sugeriu que o Holocausto foi inventado ou exagerado pelos judeus.

A corte de apelação da cidade de Arnhem, no oeste do país, indeferiu a decisão pela absolvição de uma corte de menor instância, dizendo que o cartum, publicado no site da Liga Árabe Europeia (AEL) em 2006, é "desnecessariamente pernicioso".

"O tribunal ressalta que a Corte Europeia de Direitos Humanos, que considera a liberdade de expressão de extrema importância e a defende amplamente, abre exceções para a negação ou a banalização do Holocausto", disse a corte.

O tribunal também impôs um período de 2 anos de condicional para a AEL.

O cartum mostra dois homens em Auschwitz observando vários corpos. "Eu não acho que são judeus", diz um deles. O outro responde: "Temos de chegar aos 6 milhões de alguma maneira." Seis milhões de judeus morreram durante o Holocausto.

O grupo holandês afirma que não tinha intenção de contestar o Holocausto, mas queria pelo contrário salientar o que classificou de duplo padrão na liberdade de expressão.

A AEL publicou o desenho em 2006 depois que um jornal dinamarquês publicou um cartum do profeta Maomé que causou revolta entre muçulmanos de muitos países.

(Reportagem de Gilbert Kreijger)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host