UOL Notícias Notícias
 
24/08/2010 - 15h37

Campanha de Serra diz que Dilma trará de volta Dirceu e Palocci

SÃO PAULO (Reuters) - O programa do candidato do PSDB à Presidência na TV afirmou que a principal adversária do tucano, Dilma Rousseff (PT), "já está se achando" e que, se vencer a eleição, a petista levará de volta para o governo os ex-ministros José Dirceu e Antonio Palocci.

"A Dilma está se achando. A eleição nem começou e já tem briga dela com o Lula", disse o programa tucano.

A afirmação se referia a uma reportagem publicada pela revista Veja que diz que existiriam divergências entre a candidata petista e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a indicação para substituir o ministro Eros Grau, aposentado, no Supremo Tribunal Federal.

"O povo nem votou, e ela já está escolhendo os ministros", disse um locutor enquanto a imagem mostrava manchetes de notícias publicadas em jornais dando conta de que aliados de Dilma já estariam discutindo cargos num eventual governo dela.

"E olha quem está querendo voltar. Dirceu, o mesmo do mensalão, e Palocci. O Brasil não merece isso", completou o locutor com uma trilha sonora de filme de terror ao fundo.

Dilma tem 17 pontos percentuais de vantagem sobre Serra, segundo pesquisa Datafolha, e venceria a eleição ainda no primeiro turno, de acordo com a sondagem publicada no fim de semana.

Dirceu, ex-ministro-chefe da Casa Civil de Lula, e Palocci, ex-ministro da Fazenda do governo petista, deixaram o poder em meio a escândalos.

O ex-ministro da Casa Civil saiu após ser acusado de chefiar o esquema do mensalão e teve seu mandato de deputado federal cassado. Palocci deixou o ministério após ser acusado de participação na quebra do sigilo bancário de um caseiro que denunciou casos de corrupção envolvendo pessoas ligadas ao então ministro.

Já a propaganda de Dilma na TV seguiu o exemplo da campanha da petista no rádio e comemorou os resultados da pesquisa Datafolha. "Cresce a certeza, é Dilma presidente para o Brasil seguir mudando", afirmou um locutor.

O programa de Dilma também explorou o comício que ela fez ao lado de Lula na porta da fábrica da Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo, na segunda-feira.

"Dilma, nunca antes na história do Brasil, um presidente esteve numa porta de fábrica às 5 horas da manhã para conversar com os trabalhadores", afirmou Lula ao microfone durante o comício sob o mote de que Lula, ex-metalúrgico, "voltou às suas origens".

O programa mostrou Dilma discursando para os funcionários da montadora e garantindo que um eventual governo seu "seguirá valorizando o salário mínimo, o salário em geral".

(Por Eduardo Simões)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host