UOL Notícias Notícias
 
24/08/2010 - 19h44

Embraer envia técnicos a local de acidente aéreo na China

SÃO PAULO (Reuters) - A Embraer informou na terça-feira que enviará uma equipe de técnicos ao local do acidente com o voo 8387, da Henan Airlines, que deixou 43 mortos no nordeste da China. A aeronave que se acidentou era um Embraer 190.

Segundo a companhia, os técnicos têm como objetivo apoiar as autoridades aeronáuticas chinesas na investigação do acidente.

"A Embraer expressa profundas condolências e desejo de pronta recuperação a familiares e amigos de pessoas que perderam a vida ou resultaram feridas no acidente", disse a empresa em comunicado.

As ações da Embraer, terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo, caíram 3,9 por cento, para 10,42 reais.

A aeronave atravessou a pista e explodiu em Yichun, uma cidade pequena na província de Heilongjiang, após ter decolado de Harbin, a capital da província, de acordo com a mídia estatal chinesa. Ao menos 43 das 96 pessoas a bordo morreram.

O acidente é o primeiro envolvendo um avião da família ERJ-170/190 da Embraer, cujos quatro modelos têm mais de 650 aviões operando atualmente com mais de quatro milhões de horas de voo. O ERJ-190 é o mais popular da série, que tem cerca de 290 aeronaves em serviço.

A Henan Airlines é uma pequena companhia regional controlada pela Shenzhen Airlines, que tem como sócia a Air China. A empresa fica sediada em Henan, uma província na região central da China.

A companhia mudou seu nome de Kunpeng Airlines neste ano e opera apenas rotas nacionais usando as aeronaves da Embraer.

(Por Carolina Marcondes e Guillermo Parra-Bernal)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h29

    -0,11
    3,273
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host