UOL Notícias Notícias
 

Mineiros no Chile

33 trabalhadores ficaram presos a 700 metros de profundidade por mais de dois meses, depois que o túnel de acesso à mina desmoronou.

  • Imagem: Efe
15/10/2010 - 16h16

Cápsula que resgatou mineiros será levada em um giro pelo mundo

Simon Gardner
Em Santiago

Ela foi a heroína silenciosa no miraculoso resgate dos 33 mineiros do Chile, mas agora a Fênix -- a cápsula de metal usada para retirá-los das profundezas -- vai ser levada em um giro mundial, com o tratamento de celebridade.

A cápsula foi observada por centenas de pessoas em todo o mundo quando surgia das cinzas como um pássaro mítico, resgatando os mineiros um a um, depois de 69 dias soterrados a cerca de 700 metros de profundidade numa mina no deserto do Atacama, no norte do país. .

"Pediram-nos para levar a cápsula em um giro mundial, como parte de uma exposição, com vídeo", disse o ministro do Interior, Rodrigo Hinzpeter.

Pintada em vermelho, branco e azul -- as cores da bandeira chilena -- a cápsula é apenas um pouco mais larga do que os ombros de um homem e parece ser um foguete espacial em miniatura.

A Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, orientou o governo do Chile sobre o formato da cápsula usada na complexa e impecável operação. Ela estava equipada com tanques de oxigênio e dispositivos de comunicação.

Ao longo de 24 horas de operação, a Fênix sofreu com as batidas e arranhões dentro do túnel construído para sua passagem, por onde subiram os 33 mineiros e 6 membros da equipe de resgate.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    -0,33
    4,188
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h22

    0,29
    110.622,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host