UOL Notícias Notícias
 

Terremoto no Japão

Um dos maiores tremores da história desencadeia um tsunami, provoca mortes e deixa um rastro de destruição no Japão

  • Imagem: Reprodução
10/04/2011 - 14h15

Japão adia suspensão de bombeamento de água radioativa no mar

Por Yoko Kubota e Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO (Reuters) - O operador de usina nuclear japonês TEPCO espera suspender o bombeamento de água radioativa no oceano na segunda-feira, dias após o planejado, em um passo que deve ajudar a reduzir preocupações internacionais com a dispersão da radiação.

O partido Democrata do primeiro-ministro Naoto Kan deve ser castigado em eleições locais neste domingo pela maneira como lidou com o terremoto e tsunami que abalou a costa nordeste do Japão em 11 de março, matando 13.000 pessoas e desencadeando o pior desastre nuclear desde Chernobyl, em 1986.

O Japão luta para recuperar o controle da usina de Fukushima Daiichi que foi abalada pelo terremoto de magnitude 9 e ondas de 15 metros.

O operador da planta Tokyo Electric Power Co (TEPCO) tem bombeado água do mar nos reatores para esfriá-los, e depois jogado a água contaminada de volta no Oceano Pacífico.

TEPCO planejava suspender essa operação no sábado, mas o trabalho foi interrompido por um forte abalo sísmico na quinta-feira. A empresa então adiou a meta para o domingo, o que de novo não foi cumprido.

"Estamos fazendo checagens na água remanescente, e a checagem final está marcada para amanhã", afirmou um porta-voz da empresa a jornalistas no domingo.

A expectativa é que o japoneses que votaram nas eleições locais neste domingo tenham preterido o partido de Kan, enfraquecendo o premiê e fortalecendo seus oponentes que devem tentar forçá-lo a deixar o poder assim que a crise acabar. Os resultados da eleição são esperados para segunda-feira.

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,85
    3,308
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h22

    0,25
    72.607,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host