UOL Notícias Notícias
 

Terremoto no Japão

Um dos maiores tremores da história desencadeia um tsunami, provoca mortes e deixa um rastro de destruição no Japão

  • Imagem: Reprodução
15/04/2011 - 00h16

Células-tronco poderiam salvar trabalhadores nucleares no Japão

Julie Steenhuysen
Da Reuters
Em Chicago

Autoridades da Saúde deveriam coletar amostras de sangue dos trabalhadores da usina nuclear de Fukushima Daiichi no caso de eles serem acidentalmente expostos a altos níveis de radiação e precisarem de um transplante de células-tronco, disseram pesquisadores japoneses na quinta-feira.

Eles afirmaram que coletar o sangue dos funcionários iria proporcionar a eles uma fonte imediata de suas próprias células-tronco, que poderiam ajudar a reconstruir a medula óssea caso venham a ser expostos a altos níveis de radiação.

"O perigo de uma futura exposição acidental à radiação não passou, já que houve uma série de tremores secundários graves ainda neste mês de abril", escreveram no jornal médico Lancet o doutor Shuichi Taniguchi, do hospital Toranomon, em Tóquio, e o doutor Tetsuya Tanimoto, da Fundação Japonesa para a Pesquisa do Câncer.

Uma série de fortes réplicas nesta semana atingiu o leste do Japão, desacelerando os esforços de recuperação na usina nuclear devido à retirada temporária de funcionários e à falta de energia.

A Tokyo Electric Power Co disse nesta semana que a situação na usina nuclear, atingida por um tsunami de 15 metros em 11 de março, se estabilizou.

A crise agora está no mesmo nível do pior acidente nuclear do mundo, o desastre de Chernobyl em 1986, embora a liberação total de radiação em Chernobyl era muito maior.

Os pesquisadores dizem que as equipes de transplante estão prontas no Japão e na Europa para coletar e armazenar as células dos trabalhadores, mas que até agora a Comissão de Segurança Nuclear do Japão tem se mostrado contra.

A comissão alega que isso causaria uma "carga física e psicológica pesada aos trabalhadores nucleares", escreveram os médicos.

Coletar as células desses funcionários tem muito mais vantagens em relação às células doadas, o que exige encontrar um doador compatível, além do risco de rejeição.

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,85
    3,308
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h22

    0,25
    72.607,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host