UOL Notícias Notícias
 

Terremoto no Japão

Um dos maiores tremores da história desencadeia um tsunami, provoca mortes e deixa um rastro de destruição no Japão

  • Imagem: Reprodução
09/07/2011 - 11h36

Premiê japonês diz que limpeza nuclear pode durar décadas

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, afirmou neste sábado que a limpeza e decomposição dos resíduos liberados da usina nuclear de Fukushima, palco do maior acidente atômico deste Chernobyl, demorará décadas para acontecer.


Os comentários de Kan marcam a primeira vez que o governo japonês deu um prazo para a limpeza de Fukushima, além das medidas de emergência que já estão sendo realizadas para o desligamento dos reatores.

"Demoraremos três, cinco, dez anos, ou eventualmente algumas décadas para cuidar desse acidente", afirmou Kan a autoridades locais do Partido Democrático do Japão durante um encontro em Tóquio.

A usina nuclear de Fukushima ficou sem energia após o terremoto seguido de tsunami em 11 de março. Três dos reatores tiveram derretimento de urânio, e uma série de explosões de hidrogênio espalhou materiais radioativos em uma vasta região.

Cerca de 80 mil pessoas foram forçadas a deixar a região ao redor da usina devido à ameaça causada pela radiação.

(Reportagem de Kaori Kaneko)

Veja mais

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,85
    3,308
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h22

    0,25
    72.607,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host