Resgate do Costa Concordia começa em maio; navio está há três meses encalhado

Philip Pullella

Em Giglio (Itália)

A operação de retirada do navio Costa Concordia do litoral da ilha italiana de Giglio, onde o transatlântico está encalhado há três meses, vai começar em maio, disse uma autoridade na quinta-feira (12).

Fabrizio Curcio, funcionário da Defesa Civil, disse a jornalistas na ilha que os contratos para a operação devem ser assinados até o final de abril, para que o trabalho comece em meados do mês que vem.

Fontes próximas à operação disseram que dois consórcios estão na lista para realizar a tarefa. Um é composto pelas empresas Smit Salvage (Holanda) e Neri (Itália); o outro, pela Titan Salvage (EUA) e pela Micoperi (Grécia).

O navio, de propriedade da empresa Carnival Corp, virou junto à ilha toscana de Giglio depois de bater em pedras, no dia 13 de janeiro. Pelo menos 13 pessoas morreram, e duas ficaram desaparecidas.

A operação para a retirada de mais de 2.300 toneladas de combustível da embarcação foi concluída no mês passado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos