Hezbollah diz que execução de clérigo xiita na Arábia Saudita foi "assassinato"

BEIRUTE (Reuters) - O grupo xiita libanês Hezbollah condenou neste sábado a execução de um alto clérigo xiita na Arábia Saudita, chamando o ato de "assassinato".

A "verdadeira razão" para a execução foi "que o xeique Nimr ... exigiu os direitos dissipados de um povo oprimido", disse o grupo em um comunicado, aparentemente se referindo à minoria xiita da Arábia Saudita.

A declaração também foi citada pela TV oficial do Hezbollah al-Manar e pela Al Mayadeen TV.

O Xeique Nimr al-Nimr e três outros membros da minoria xiita da Arábia Saudita foram executados neste sábado ao lado de 43 jihadistas sunitas.

(Por John Davison)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos