Continua operação para garantir segurança em base aérea da Índia

NOVA DÉLHI (Reuters) - Continua a operação para garantir a segurança de uma base aérea indiana, após o ataque de militantes no sábado, informou a Força Aérea da Índia neste domingo, enquanto o governo não confirma, porém, se os dois atiradores foragidos haviam sido executados.

"A área não pode ser declarada totalmente liberada," disse o marechal da aeronáutica Anil Khosla em uma coletiva em Nova Délhi.

O secretário do Interior, Rajiv Mehrishi, confirmou a repórteres em Nova Délhi a morte de quatro atiradores e que esperava que os dois foragidos fossem "neutralizados" até à noite. Sem os corpos não há como confirmar as mortes.

Ao todo, sete militares foram mortos e 20 ficaram feridos no ataque durante a madrugada à base aérea de Pathankot, a 25 km da fronteira com o Paquistão.

(Por Krista Mahr) 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos