Ações da Apple recuam mas resistem à liquidação no mercado dos EUA

Por Noel Randewich

SAN FRANCISCO (Reuters) - As ações da Apple caíram para seu menor nível nos Estados Unidos desde agosto nesta segunda-feira, na sequência de recentes preocupações sobre a desaceleração de vendas do iPhone, mais a companhia se saiu melhor do que o recuo de 2 por cento nos principais índices norte-americanos.

A Apple chegou a cair 3 por cento e pesava mais do que qualquer outra ação nos índices dos EUA no primeiro pregão de 2016, depois que dados fracos da economia chinesa fizeram ressurgir temores de uma desaceleração global.

Mas a ação se recuperou e tinha queda de 0,6 por cento, a 104,6 dólares, às 17h59, diante de quedas de mais de 2 por cento para o S&P 500 o Nasdaq, mesmo depois da rival sulcoreana Samsung Electronics dizer que espera um ambiente de negócios difícil em 2016, devido às condições econômicas globais e maior competição em negócios-chave, incluindo smartphones.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos