Hezbollah ataca forças israelenses com bomba; Israel bombardeia sul do Líbano

Em Beirute

  • Karamallah Daher/Reuters

    Fumaça na região de Al Wazzani, no sudeste do Líbano, após bombardeio de Israel

    Fumaça na região de Al Wazzani, no sudeste do Líbano, após bombardeio de Israel

O Hezbollah informou que detonou uma bomba que tinha como alvo forças israelenses na fronteira libanesa nesta segunda-feira, em aparente resposta pela morte de um importante comandante na Síria no mês passado, gerando bombardeios israelenses no sul do Líbano.

O Exército israelense informou que a explosão tinha como alvo veículos militares na área de Shebaa, e que forças israelenses responderam com disparos de artilharia. Não houve menção de mortes.

O dispositivo explosivo foi detonado na área de Shebaa, informou o Hezbollah em nota. A mídia libanesa relatou que bombardeios israelenses atingiram a cidade próxima de Al Wazzani e outras áreas, com relatos iniciais de feridos e danos a residências.

O comunicado do Hezbollah nomeou o grupo que realizou o ataque como Samir Qantar. O grupo xiita apoiado pelo Irã acusou Israel pela morte de Qantar em um ataque aéreo na Síria, e prometeu retaliação.

"O grupo do líder mártir Samir Qantar detonou um grande dispositivo explosivo em uma patrulha israelense nas fazendas de Shebaa... que destruiu um veículo israelense... e feriu os que estavam dentro", informou o Hezbollah.

Testemunhas disseram que pelo menos 10 bombardeios israelenses atingiram Al Wazzani pouco após as explosão, causando danos materiais.

A rede libanesa New TV informou em boletim que houve relatos de mortes após os bombardeios.

(Reportagem de John Davison, Tom Perry, Laila Bassam e Suleiman Al-Khalid)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos