Milhares protestam no Iraque contra execução de clérigo xiita pela Arábia Saudita

  • THAIER AL-SUDANI

BAGDÁ (Reuters) - Milhares de manifestantes marcharam em Bagdá e em cidades xiitas no sul do Iraque, nesta segunda-feira, contra a execução de um importante clérigo xiita pela Arábia Saudita.

A execução do clérigo Nimr Al-Nimr por Riad no sábado e de três outros xiitas sob acusações de terrorismo, além de dezenas de jihadistas sunitas, despertou a duradoura rivalidade no Oriente Médio e elevou as tensões na região.

A Arábia Saudita cortou relações com o Irã, xiita, e os sunitas Bahrain e Sudão seguiram a ação nesta segunda-feira, dois dias após manifestantes iranianos invadirem a embaixada saudita em Teerã em protesto contra a morte de Nimr. Os Emirados Árabes Unidos também rebaixaram seus laços com o Irã.

Nesta segunda-feira em Bagdá, manifestantes levando fotos de Nimr marcharam fora da Zona Verde, distrito fortemente armado onde estão localizados os departamentos governamentais e as representações diplomáticas, incluindo a recém-reaberta embaixada saudita.

Protestos similares ocorreram em Basra, maior cidade do sul do Iraque, e nas cidades sagradas xiitas Najaf e Kerbala.

(Reportagem de Saif Hameed)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos