Polícia do Barein dispara gás lacrimogêneo e balas de borracha contra manifestantes

DUBAI (Reuters) - A polícia barenita lançou nesta segunda-feira gás lacrimogêneo e balas de borracha em manifestantes que protestavam contra a execução de um clérigo xiita na vizinha Arábia Saudita, de acordo com testemunhas.

O impasse na aldeia de Al-Daih, a oeste da capital Manama, foi o mais recente e o mais violento de vários protestos que vêm ocorrendo desde a execução do xeique Nimr al-Nimr pela Arábia Saudita no sábado, atiçando a indignação entre os xiitas no Barein e em outros lugares do Oriente Médio.

Dezenas de mulheres usando véus confrontaram a polícia entoando "abaixo a casa de Saud", quando um grupo de jovens mascarados chegou e atirou pedras e coquetéis molotov contra os policiais, que responderam com gás lacrimogêneo e balas de borracha.

A execução de Nimr intensificou o sectarismo na região, e nesta segunda-feira o Barein se junto à Arábia Saudita e cortou os laços com o Irã, um inimigo mútuo e cujo poder xiita é relevante na região, após a invasão da embaixada saudita em Teerã.

O Barein tem sido politicamente volátil desde 2011 por conta de uma revolta por parte da comunidade xiita, que exigia reformas e um papel mais relevante na gestão do país esmagado pelos sunitas, em parte pela intervenção militar dos aliados árabes do Golfo do Barein, incluindo a Arábia Saudita. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos