Fazendeiros pressionam governo dos EUA em impasse em reserva ambiental no Oregon

Por Jonathan Allen e Jim Urquhart

BURNS, Estados Unidos (Reuters) - Um impasse entre fazendeiros autointitulados milicianos e o governo norte-americano em uma remota reserva de vida selvagem do Estado do Oregon entrou no quarto dia nesta terça-feira, e promete avançar ainda mais contra o governo dos EUA, apesar das ordens de autoridades locais para que os manifestantes voltem para casa.

A ocupação no sábado do Malheur National Wildlife Refuge, localizado próximo à cidade de Burns, no Oregon, foi estimulada pela prisão de dois fazendeiros por provocarem incêndios que se espalharam para território federal.

A ocupação marcou o mais recente protesto sobre gestão federal de terras públicas no Oeste, há muito visto pelos conservadores políticos da região como uma invasão à liberdade e direitos individuais de propriedade.

O líder do protesto, Ammon Bundy, cuja fazenda do pai em Nevada foi o cenário de uma disputa armada contra os administradores de terras federais em 2014, informou que seu grupo, Cidadãos pela Liberdade Constitucional, defende a Constituição e a liberdade individual contra o governo federal.

Uma página no Twitter de Bundy afirma que o grupo não tem intenção de deixar a reserva até que as condições impostas sejam atendidas.

Os manifestantes disseram que o objetivo "é restaurar e defender a Constituição" visando proteger os direitos dos fazendeiros e iniciar um debate nacional sobre os direitos dos estados e da política de uso de terras do governo, o que eles esperam que irá forçar o governo a liberar extensões de terras na região Oeste dos EUA.

O FBI afirmou que está trabalhando em conjunto com as polícias estadual e local para uma resolução pacífica, os oficiais do governo têm mantido distância do refúgio, que está fechado para visitantes. Eles seguem as diretrizes dos EUA instituídas para prevenir que tais impasses se transformem em um ato letal, como ocorreu em Ruby Ridge, Idaho, e Waco, no Texas no início de 1990.

Os fazendeiros cuja causa o grupo de Bundy tem abraçado, Dwight Hammond Jr. e seu filho Steven, se entregaram às autoridades federais da Califórnia na segunda-feira, após serem condenados novamente, e com penas maiores, por incêndio criminoso.

(Reportagem adicional de Victoria Cavaliere, em Los Angeles)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos