Governo brasileiro pede que nova Assembleia Nacional da Venezuela seja respeitada

  • CHRISTIAN VERON

(Reuters) - O governo brasileiro fez nesta terça-feira um apelo para que as instituições da Venezuela respeitem os resultados das eleições legislativas do país e afirmou ter confiança de que as atribuições e prerrogativas constitucionais da nova Assembleia Nacional serão respeitadas.

A nova Assembleia Nacional, com maioria oposicionista ao regime chavista pela primeira vez em 16 anos, tomou posse nesta terça-feira, dias após a mais alta Corte do país ter determinado a suspensão da posse de quatro deputados eleitos, entre eles três opositores, colocando em risco a maioria de dois terços obtida pelos adversários do governo.

"O governo brasileiro confia que será plenamente respeitada a vontade soberana do povo venezuelano, expressada de forma livre e democrática nas urnas", disse o Ministério de Relações Exteriores em comunicado divulgado no seu site.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, classificou a nova Assembleia como de “direita” e “burguesa” e acusou a oposição de preparar um recuo dos programas sociais criados por Hugo Chávez, ex-presidente socialista morto.

O comunicado ressalta que não há lugar, na América do Sul do século 21, para soluções políticas "fora da institucionalidade e do mais absoluto respeito à democracia e ao Estado de Direito".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos