Oposição Venezuela assume controle da Assembleia sob cenário de crise

Por Brian Ellsworth

CARACAS (Reuters) - A oposição venezuelana vai assumir nesta terça-feira o controle do Assembleia Nacional pela primeira vez em 16 anos, estabelecendo uma disputa de poder com o presidente Nicolás Maduro em meio a uma grave crise econômica.

A coalizão oposicionista Mesa da Unidade Democrática conquistou uma maioria de dois terços nas eleições do início de dezembro tirando proveito da insatisfação popular com a economia em recessão, a inflação alta e a crônica escassez de itens básicos.

A coalizão pretende empossar todos os seus 112 deputados eleitos, mas a Suprema Corte determinou que três deles não podem assumir os cargos porque suas vitórias eleitorais enfrentam contestações judiciais.

A oposição chamou a decisão de “golpe judicial”, cuja intenção seria a de impedir a maioria de dois terços da oposição na Assembleia Nacional.

“Eles precisam se acostumar com o fato de que são a minoria”, disse o parlamentar Henry Ramos, que foi escolhido pela coalizão de oposição para ser o próximo presidente da Assembleia Nacional, referindo-se ao Partido Socialista de Maduro.

Ramos disse que os microfones do plenário foram sabotados e que equipamentos de TV foram retirados do Congresso para impedir a transmissão ao vivo da troca de liderança.

Líderes de oposição acusam o governo de prejudicar a nova legislatura ao marcar reuniões de última hora com ministros da Suprema Corte e ao modificar uma lei sobre o banco central que elimina o controle da Assembleia sobre a indicação de diretores da instituição.

Aliados do governo e simpatizantes da oposição planejaram passeatas até o centro de Caracas nesta terça-feira, um cenário que no passado levou a episódios violentos nas ruas, com o confronto entre os manifestantes ou com a polícia.

A sessão da Assembleia está marcada para começar no início da tarde, e o item principal da agenda é a eleição do novo presidente da Casa.

(Reportagem adicional de Alexandra Ulmer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos