Palácio de Nero e muralhas de Siena recebem recursos para restauração

  • STEFANO RELLANDINI

ROMA (Reuters) - O palácio dourado do imperador Nero, as muralhas da Siena medieval e as fundações de Veneza vão receber recursos para restauração extremamente esperados depois que a Itália aprovou um plano, na segunda-feira, para gastar 300 milhões de euros na proteção de seu legado cultural.

O cuidado com peças de arte e arquitetura de milhares de anos é um problema permanente na Itália, e muitos locais têm sido deixados em estado de fragilidade devido a cortes nos gastos públicos e má gestão.

As muralhas que protegem Siena estão entre os monumentos que serão restaurados, a um custo de 2,2 milhões de euros, pelos próximos três anos, informou o Ministério da Cultura italiano.

O plano de investimentos foi divulgado pouco depois de o governo do primeiro-ministro Matteo Renzi ter aprovado um orçamento para 2016 que eleva os gastos com cultura.

De acordo com o planejamento, 13 milhões de euros serão destinados à restauração do palácio dourado construído pelo imperador Nero em Roma, como um monumento em homenagem a si mesmo, mas que foi enterrado posteriormente pelo imperador Trajano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos