Standard Chartered está entre bancos suspensos de operações cambiais na China, dizem fontes

Por Engen Tham

XANGAI (Reuters) - O Standard Chatered está entre os três bancos que o banco central da China proibiu na semana passada de conduzir algumas operações de câmbio até o fim de março, disseram duas fontes com conhecimento direto do assunto à Reuters nesta quarta-feira.

A Reuters noticiou no dia 30 de dezembro que o banco central suspendeu o Deutsche Bank e outros dois bancos de conduzirem algumas operações cambiais, na última tentativa chinesa de deter a fuga de capitais do país em face do enfraquecimento do iuan.

As notificações enviadas aos bancos não deram razões para a suspensão, mas as fontes daquela reportagem disseram que seus bancos podem ter se tornado alvos devido à grande escala de suas operações cambiais internacionais.

Uma das fontes para o envolvimento do Standard Chartered, que está no meio de uma reestruturação global, disse que o banco pediu ao banco central para encurtar a suspensão.

Um porta-voz do Standard Chartered se recusou a comentar. Quando contatado pela Reuters na semana passada, o Deutsche Bank também se recusou a comentar. O banco central da China não respondeu aos pedidos por comentários.

(Reportagem adicional por Lawrence White em Hong Kong)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos