Caminhão-bomba deixa 65 mortos em centro de treinamento policial na Líbia

Em Misrata

  • Aimen Elsahli/Reuters

    Homem ferido em atentado é atendido em hospital em Misrata, na Líbia

    Homem ferido em atentado é atendido em hospital em Misrata, na Líbia

Pelo menos 65 pessoas foram mortas nesta quinta-feira (7) quando uma das piores explosões com caminhão-bomba na história da Líbia atingiu um centro de treinamento policial na cidade de Zliten, disseram autoridades locais e fontes médicas.

Nenhum grupo reivindicou imediatamente responsabilidade pelo ataque, mas a explosão foi uma das mais mortais desde que aumentou a presença de militantes islâmicos após a queda de Muammar Gaddafi, em 2011.

O prefeito Miftah Hamadi disse que a bomba foi detonada à medida que recrutas se juntavam no centro policial em Zlitan, cidade entre a capital Trípoli e o porto de Misrata.

Testemunhas disseram que moradores estavam levando vítimas em carros e ambulâncias para hospitais em Misrata e muitos sofriam de ferimentos causados por estilhaços. Fontes médicas disseram que 65 pessoas foram mortas, incluindo civis, embora uma autoridade tenha dito que o número de mortos estava entre 50 e 60.

Em fevereiro do ano passado, três carros-bomba atingiram a cidade líbia de Qubbah, matando 40 pessoas, no que foi descrito pelas autoridades como vingança pelos ataques aéreos egípcios em alvos militantes islâmicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos