Criação de vagas nos EUA deve sido forte em dezembro apesar de desaceleração econômica

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - Os empregadores dos Estados Unidos mantiveram um ritmo razoavelmente forte de contratações em dezembro, sugerindo que a recente forte desaceleração liderada pela indústria no crescimento econômico será temporária.

A criação de vagas fora do setor agrícola provavelmente chegou a 200 mil, pouco abaixo das 211 mil criadas em novembro, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas. A taxa de desemprego deve ter se mantido na mínima de sete anos e meio de 5 por cento.

Um sólido relatório de emprego pode aliviar temores sobre a situação da economia ao mostrar que a recente fraqueza ficou contida nos setores industrial e orientado à exportação, que têm sido afetados pelo dólar forte e fraca demanda global.

"A economia dos EUA tem dois lados. O setor doméstico continua a impulsionar o crescimento do emprego. Existe um risco de que a fraqueza na indústria possa se espalhar para os serviços, mas não vemos isso agora", disse o economista sênior do Standard Chartered Bank Thomas Costerg.

O relatório de empregos do Departamento do Trabalho, que será divulgado às 11h30 desta sexta-feira, pode oferecer um breve alívio aos mercados acionários globais após fortes vendas nesta semana provocadas por sinais de desaceleração do crescimento na China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos