Projétil atinge clínica do grupo Médicos Sem Fronteiras no Iêmen, matando 4

DUBAI (Reuters) - Um projétil atingiu neste domingo uma clínica do grupo internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) no norte do Iêmen, matando quatro pessoas, disse a organização, em mais um de uma série de ataques contra suas instalações no país devastado pela guerra.

De acordo com o MSF, não está claro quem estava por trás do ataque, que também feriu 10 outras pessoas no hospital Shiara no distrito de Razeh, onde o grupo vem trabalhando desde novembro do ano passado.

Em um comunicado em sua conta no Twitter, o MSF não identificou os mortos no ataque, mas disse que três dos feridos eram membros de sua equipe, dos quais dois estavam em estado crítico.

"Este é o terceiro incidente grave nos últimos três meses. Nossas equipes lutam diariamente para garantir que as unidades de saúde sejam respeitadas", dizia a nota do MSF. Uma mensagem anterior do grupo descrevia o projétil como um foguete.

A chefe de operações regionais do MSF, Raquel Ayora, disse que todas as partes dos conflitos são informadas regularmente sobre as coordenadas das instalações onde o grupo trabalha e que o MSF está constantemente em diálogo com todos.

(Por Noah Browning)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos