CEO da Volkswagen diz que novo conversor pode reparar carros nos EUA

DETROIT (Reuters) - A Volkswagen vai propor a autoridades norte-americanas um novo sistema de conversor catalítico que pode ser instalado em cerca de 430 mil carros capazes de fraudar testes de emissão de diesel, disse o presidente-executivo da empresa, Mathias Mueller, no domingo.

"Temos um (conversor catalítico) no forno e acreditamos que ele será uma parte das soluções técnicas", disse Mueller a jornalistas em um evento da VW na véspera da feira automobilística de Detroit.

Questionado se espera que o novo conversor catalítico coloque 430 mil carros afetados nos Estados Unidos em linha com os padrões de emissões, o executivo respondeu: "Sim, acreditamos que isso é possível".

Mueller se encontrará com a autoridade da Agência de Proteção Ambiental dos EUA Gina McCarthy na quarta-feira, onde planeja fazer sua proposta.

Mueller expressou otimismo de que a montadora e o órgão conseguirão superar suas diferenças. Anteriormente, McCarthy havia lamentado que ambos os lados haviam fracassado em chegar a "um caminho satisfatório adiante" apesar de meses de conversas.

(Por Andreas Cremer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos