Princesa Cristina, da Espanha, comparece a tribunal sob acusação de fraude fiscal

  • MARCELO DEL POZO

Por Sonya Dowsett

PALMA DE MALLORCA, Espanha (Reuters) - A princesa Cristina, da Espanha, compareceu diante de uma corte nesta segunda-feira, acusada de fraude fiscal, tornando-se a primeira integrante da história da família real a se sentar no banco dos réus, como parte de uma longa investigação sobre os negócios de seu marido que foi finalmente levada a julgamento.

A irmã de 50 anos do rei Felipe é uma das 18 pessoas indiciadas após os seis anos de investigação sobre a Fundação Noos, organização de caridade administrada por seu marido, Iñaki Urdangarin, que os promotores dizem ter sido usada para desviar milhões de euros em recursos públicos.

Detalhes da investigação sobre a família real surgiram durante a crise econômica em que a Espanha sofria com o desemprego recorde e os programas de austeridade, causando indignação popular em meio a outros casos de corrupção entre banqueiros e políticos de alto escalão.

Urdangarin, um ex-jogador olímpico de handebol que compareceu ao lado da esposa na corte de Mallorca, é acusado de usar suas conexões reais para receber contratos públicos e fazer com que eventos fossem organizados por meio de sua organização não governamental.

Os promotores dizem que partes do dinheiro da fundação foram transferidas para uma companhia de propriedade majoritária da princesa e de Urdangarin, sendo usadas então para pagar despesas pessoais que iam desde estacionamentos a festas infantis.

Cristina enfrenta duas acusações de ter sido coadjuvante para fraude fiscal e, caso seja considerada culpada, pode receber uma pena de até quatro anos de prisão. Urdangarin é acusado por crimes como fraude e evasão fiscal, com uma pena em potencial de 19 anos de prisão.

O casal, que tem quatro filhos, nega qualquer irregularidade.

A popularidade da família real espanhola tem se recuperado desde que o ex-rei Juan Carlos abdicou em 2014 em favor de seu filho Felipe, de 47 anos, e de sua esposa, uma ex-jornalista de TV. O novo rei encabeça com frequência as listas de figuras públicas mais populares do país.

Felipe foi proclamado rei em uma cerimônia discreta em 2014, e desde então tem trabalhado para modernizar a monarquia, reduzindo a quantidade de membros formais da família real e retirando funções de suas duas irmãs.

Em junho, ele retirou o título de duquesa de Palma que pertencia a Cristina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos