Procuradoria do México apoia extradição de "El Chapo" Guzmán; diz que pode levar até 5 anos

DF, MÉXICO (Reuters) - A procuradora-geral do México, Arely Gómez, disse nesta segunda-feira que apoia a extradição do narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán para os Estados Unidos e que o processo poderia durar até cinco anos, no entanto, as autoridades trabalham para que leve menos tempo.

Um funcionário de alto nível da Procuradoria disse pela manhã que a extradição do fugitivo recapturado na sexta-feira poderia levar pelo menos um ano.

"O prazo médio seria um ano, mas poderia chegar até cinco", disse Gómez em uma entrevista à rádio Fórmula.

Por outro lado, afirmou que as autoridades investigam a reunião que o advogado de Chapo com os atores Sean Penn e Kate del Castillo que levou a uma entrevista do ator com o traficante em outubro de 2015.

"O que estamos... investigando são possíveis condutas criminosas que tenham sido praticadas no México... podem ser diversos tipos de condutas criminosas, isso nos leva a uma investigação séria, profunda", disse.

(Por Ana Isabel Martínez e Luis Rojas Mena)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos