ONU apela por US$ 500 mi para colocar um milhão de crianças sírias na escola

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O enviado para a educação das Nações Unidas, Gordon Brown, fez um apelo nesta terça-feira por 500 milhões de dólares para poder enviar metade das duas milhões de crianças sírias refugiadas no Líbano, Turquia e Jordânia à escola e oferecer as suas famílias uma alternativa à fuga para a Europa.

O ex-primeiro-ministro britânico disse que o objetivo era colocar todas as duas milhões de crianças refugiadas na escola em 2017.

Ele disse que, enquanto cerca de 400 mil crianças sírias foram para Europa e para outros países para escapar da guerra civil de cinco anos na Síria, há ainda cerca de duas milhões de crianças refugiadas no Líbano, Turquia e Jordânia.

"Ao menos que tomemos a iniciativa para dar oportunidades educacionais, nós teremos milhares de crianças nas ruas. Elas são vulneráveis ao tráfico de crianças, elas são vulneráveis, obviamente, ao extremismo islâmico”, afirmou Brown à imprensa.

Ele disse que elas também corriam o risco do trabalho infantil e que os índices de casamentos envolvendo crianças também estavam aumentando.

Brown disse que, usando um sistema de “turno duplo”, cerca de 207 mil crianças sírias são agora ensinadas nas escolas do Líbano à tarde, depois que as crianças libanesas completam o seu turno na parte inicial do dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos