Rebeldes da Síria rejeitam negociações de paz a menos que resolução da ONU seja implementada

BEIRUTE (Reuters) - Grupos rebeldes da Síria disseram nesta quarta-feira que não participariam nas negociações de paz agendadas para este mês a menos que sejam implementados os artigos sobre assuntos humanitários da mais recente resolução da Organização das Nações Unidas (ONU).

Os grupos, entre eles o poderoso Exército Islâmico, mencionam os artigos 12 e 13 de uma resolução que foi aprovada no fim do ano passado, que apela para que os lados da guerra civil da Síria permitam acesso humanitário a todos que necessitem e cessem os ataques a civis.

"Nós consideramos que a implementação destes artigos dispensa explicação e é um direito humano", disseram em declaração.

"Não consideramos nenhum acordo de compromisso sobre ela sob quaisquer justificativas ou circunstâncias."

Eles também pediram que o conselho de oposição estabelecido para supervisionar as negociações, que devem começar em 25 de janeiro em Genebra, "seja firme em sua honrada posição em recusar-se a entrar em quaisquer soluções políticas impostas através de massacres".

(Por Tom Perry)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos