Turquia prende 3 russos suspeitos de laços com Estado Islâmico após ataque em Istambul, diz mídia

ISTAMBUL (Reuters) - Autoridades turcas prenderam três russos suspeitos de ligação com o Estado Islâmico após um ataque suicida com bomba em Istambul, que matou 10 turistas, de acordo com relatos da mídia nesta quarta-feira.

Um homem-bomba, que possivelmente cruzou recentemente da Síria, matou nove turistas alemães e um peruano na terça-feira na histórica praça turca de Sultanahmet, grande ponto turístico, em um ataque que a Turquia culpou o Estado Islâmico. Quinze pessoas também ficaram feridas no ataque.

O consulado da Rússia na cidade mediterrânea de Antalya informou que três russos foram detidos por possíveis ligações com o Estado Islâmico, informou a agência de notícias estatal russa RIA.

A polícia também apreendeu documentos e dados durante buscas onde os suspeitos estavam, de acordo com a agência de notícias turca Dogan. Não ficou imediatamente claro quando as detenções ocorreram.

Não houve reivindicação imediata de responsabilidade da explosão em Istambul, mas militantes islâmicos, esquerdistas e curdos, que lutam em Ancara, realizaram ataques no passado.

(Reportagem de Ayla Jean Yackley)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos