Belga-marroquino é identificado como 3º homem morto após ataques em Paris

(Reuters) - Um homem que morreu em uma operação da polícia no dia 18 de novembro em Saint-Denis, perto de Paris, dias depois dos ataques na capital francesa que deixaram 130 mortos, foi identificado como um cidadão belga-marroquino, disse nesta quinta-feira um promotor de Paris.

"O homem-suicida que se explodiu... foi identificado como Chakib Akrouh, nascido no dia 27 de agosto de 1990 na Bélgica, com nacionalidade belga-marroquina", disse o promotor François Molins em um comunicado.

Segundo Molins, a identificação foi possível depois de terem obtido amostras do DNA a partir dos restos do homem e comparado com o de sua mãe.

Akrouh morreu na mesma operação que o suspeito de ser o líder Abdelhamid Abaaoud, também belga-marroquino. A polícia fechou o cerco sobre algumas pessoas suspeitas de envolvimento nas mortes. Hasna Aitboulahcen, primo de Abaaoud, também morreu na mesma operação.

(Reportagem de Matthias Blamont)

((Tradução Redação Rio de Janeiro; +55 21 2223-7148))REUTERS MPP RBS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos