Teste com medicamento a base de "cannabis" provoca morte cerebral na França

Por Matthias Blamont

PARIS (Reuters) - Uma pessoa sofreu morte cerebreal e outras cinco ficaram gravemente doentes após participarem de um experimento no oeste da França para testar uma nova droga para um laboratório não identificado, informou o Ministério da Saúde da França nesta sexta-feira.

O ministério não detalhou qual seria a aplicação do medicamento, mas uma pessoa com conhecimento da situação disse que o medicamento era um analgésico a base da cannabis.

O ministério afirmou que seis voluntários em Rennes, na Bretanha, estavam em bom estado de saúde até tomarem uma medicação oral desenvolida por uma "laboratório europeu".

O britânico GW Pharma, que negocia um tratamento derivado de cannabis aprovado para espasticidade causada por esclorese múltipla, disse que não tinha envolvimento com o teste.

“O teste foi conduzido por um estabelecimento privado especializado em realizar experimentos clínicos”, disse o ministério francês em comunicado.

A pessoa que sofreu morte cerebreal fora levada a um hospital de Rennes na segunda-feira. Outros pacientes foram hospitalizados na quarta e na quinta.

Todos os testes com a droga foram suspensos e todos os voluntários que participaram dos experimentos foram chamados de volta.

Uma porta-voz da Agência Europeia de Medicamentos, em Londres, disse que a entidade não tinha detalhes sobre o caso, mas está monitorando a situação.

(Reportagem adicional de John Irish)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos