Estado Islâmico sequestra 400 civis na cidade síria de Deir al-Zor

BEIRUTE (Reuters) - Militantes do Estado Islâmico sequestraram ao menos 400 civis no sábado ao atacarem áreas controladas pelo governo na cidade de Deir al-Zor, no leste da Síria, disseram grupos de monitoramento.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse neste domingo que os familiares dos combatentes pró-governo estavam entre os sequestrados.

“Há um medo genuíno pela vida deles, há um temor de que o grupo possa executá-los como já fizeram em outros locais”, disse o diretor do Observatório, Rami Abdulrahamn.

Deir al-Zor é a principal cidade na província de mesmo nome. Ela conecta a capital de fato do Estado Islâmico, a cidade síria de Raqqa, com o território controlado pelo grupo militante no vizinho Iraque.

A agência estatal Síria SANA disse mais cedo que ao menos 300 pessoas, incluindo mulheres e crianças, foram mortos durante os ataques em Deir al-Zor, mas não mencionaram as pessoas raptadas.

(Reportagem de Mariam Karouny)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos