Cineasta mexicano Iñárritu defende entrevista de Sean Penn com "El Chapo" Guzmán

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu defendeu o ator norte-americano Sean Penn por sua polêmica entrevista com o chefe do tráfico mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán quando este se encontrava foragido.

Iñárritu, cujo filme “O Regresso” foi recentemente indicado a 12 Oscars, disse, em uma entrevista publicada no domingo pelo jornal espanhol El País, que Penn tinha todo o direito de procurar o lendário narcotraficante, com quem se encontrou secretamente em outubro num esconderijo na selva.

“Tem 30 anos como ativista. Já escreveu muitos artigos. Possui uma grande curiosidade e o atraem as personalidades polêmicas. Tem todo o direito de buscar El Chapo”, comentou o cineasta, que no ano passado ganhou o Oscar de melhor diretor por “Birdman”.

“O resultado informativo é pobre; a experiência, muito rica. Julio Scherer disse: se o diabo me oferecer uma entrevista, vou ao inferno. Eu também. Coisa diversa é o resultado”, acrescentou ele.

O México disse que apesar de não estar investigando o ator norte-americano diretamente, averigua sim as ações em torno de sua entrevista, na qual “El Chapo” se vangloria por suas remessas de drogas e operações de lavagem de dinheiro.

De acordo com as autoridades, o encontro foi essencial para que se pudesse recapturar Guzmán, há uma semana. O traficante estava foragido desde julho, quando fugiu pela segunda vez de uma prisão de segurança máxima.

(Reportagem de Noé Torres) 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos