Perspectiva para mercado imobiliário residencial no Brasil se enfraquece, diz Fitch

SÃO PAULO (Reuters) - A perspectiva para o mercado imobiliário residencial e de hipotecas no Brasil se deteriorou em 2016 em comparação com o ano passado, disse a agência de classificação de risco Fitch, afirmando que a recessão econômica e os juros altos pesam sobre o setor no país.

O setor no Brasil tem uma perspectiva estável/negativa, enquanto a maioria dos países em relatório anual da Fitch possuem perspectiva estável ou estável/positiva.

"No Brasil, a crise econômica, a queda na renda real das famílias, o crédito cada vez mais restrito e restrições de acessibilidade significam que esperamos um novo declínio de preços em termos reais de cerca de 10 por cento neste ano", disse a Fitch.

"Esperamos que os novos volumes de empréstimos permaneçam deprimidos em 2016, embora possam começar a se estabilizar em termos reais em 2017 dependendo da disponibilidade de poupanças".

A perspectiva estável/negativa do Brasil é a mesma atribuída pela Fitch à África do Sul, enquanto o México tem perspectiva estável.

(Por Priscila Jordão)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos