Negociações de paz sobre Síria podem não começar no dia 25, diz enviado da ONU

GENEBRA (Reuters) - O enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria disse nesta quarta-feira que as negociações de paz podem não começar, como planejado, em 25 de janeiro em Genebra, mas que as principais potências devem manter a pressão diplomática para que os lados em conflito dialoguem.

Staffan de Mistura, numa entrevista à CNN em Davos, na Suíça, disse que iria saber no domingo se as negociações poderiam começar no dia seguinte, mas acrescentou que elas tinham que ser “negociações sérias sobre a paz”, ligadas a “demonstrações concretas” como cessar-fogo e comboios de ajuda.

“Eu acredito que nós podemos começar as negociações, talvez não no dia 25, mas precisamos manter a pressão e o ímpeto”, declarou ele. Ele afirmou acreditar que a Rússia, aliada da Síria e que vem bombardeando posições rebeldes há meses, tem um forte interesse de não se manter envolvida no conflito por muito tempo.

Apesar da sua disputa, o Irã e a Arábia Saudita “provavelmente se deram conta que o momento chegou para tentar encontrar uma solução política (para a Síria), que vai ser um acordo”, disse ele.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos