Presidente chinês visita Egito e oferece apoio financeiro e político

  • Por Lin Noueihed e Ali Abdelaty

Por Lin Noueihed e Ali Abdelaty

CAIRO (Reuters) - A China assinou acordos de investimentos e auxílio no valor de vários bilhões de dólares com o Egito durante uma visita do presidente Xi Jinping nesta quinta-feira, e expressou apoio aos esforços do Cairo pela manutenção da estabilidade, que incluem uma dura repressão sobre a dissidência.

Xi chegou ao Egito na quarta-feira, na segunda parte de uma visita ao Oriente Médico que simboliza o impulso chinês por uma maior influência em uma região que fornece suprimentos vitais de petróleo.

A visita ocorre poucos dias antes do dia 25 de janeiro, data que marca o levante de 2011 que terminou com o regime de 30 anos de Hosni Mubarak, e é vista no Egito como um voto de confiança na administração do presidente Abdel Fattah Al-Sisi, apesar de amplas críticas sobre seu histórico de direitos humanos.

Xi elogiou os esforços do Egito de fortalecimento da economia durante conversas com Sisi, que alertou para que críticos não realizem protestos para marcar a data da queda de Mubarak, na segunda-feira.

"A China apoia os esforços do Egito na manutenção da estabilidade, desenvolvimento da economia e melhoria dos meios de subsistência, e apoia que o Egito tenha uma função ainda maior nos assuntos internacionais e regionais", disse Xi, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da China.

Os acordos abrangem desenvolvimento e investimentos na infraestrutura, incluindo a primeira fase de um novo capital administrativo egípcio, divulgado no ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos