Costa Leste dos EUA luta para voltar ao normal após nevasca

Por Doina Chiacu e Barbara Goldberg

WASHINGTON/NOVA YORK (Reuters) - Grandes cidades da Costa Leste dos Estados Unidos ainda lutavam nesta segunda-feira para voltar ao normal após um final de semana de fortes nevascas que produziram 60,96 centímetros de neve em Nova York e Washington e deixaram 30 mortos.

A capital da nação ficou paralisada, já que as repartições públicas tiveram ordem de não abrir nesta segunda-feira. Escolas do distrito e dos subúrbios vizinhos também ficaram fechadas, e a Câmara dos Deputados cancelou todas as votações até a próxima semana.

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, exortou os moradores a ficarem em casa enquanto as equipes limpam a neve de ruas secundárias, estacionamentos e encostamentos de estradas.

"Incentivamos nossos moradores a ficarem longe das ruas durante esta tempestade, e em sua maioria eles deram atenção a isso", disse Muriel à rede CNN. "Eles se prepararam para ficar recolhidos, e ficaram".

O metrô de Washington voltou a funcionar em parte nesta segunda-feira, oferecendo viagens de graça como forma de encorajar o uso do transporte público em vez de veículos particulares.

"É lindo de se ver, mas impossível de se atravessar", disse John Salmons, um desenhista de 24 anos que trabalha em uma empresa de arquitetura, enquanto esperava um trem em Arlington, no Estado na Virgínia. "As principais estradas estavam boas, as estradas secundárias é que ficaram piores".

Mesmo com os escritórios do governo fechados, a Suprema Corte abriu as portas e manteve sua agenda de promulgação de veredictos e de análise de apelações no tribunal recoberto de neve diante do Capitólio. Em tempestades anteriores, incluindo furacões e nevascas, a corte continuou funcionando.

O governo de Maryland não trabalhou nesta segunda-feira, mas Nova York voltou às funções mais rápido – a bolsa de valores e as escolas públicas abriram normalmente.

As viagens aéreas continuaram a ser seriamente afetadas, e cerca de 1.392 voos foram cancelados nesta segunda-feira. Os aeroportos mais prejudicados foram o Liberty International de Newark, o nova-iorquino LaGuardia e o Dulles International de Washington, de acordo com o site especializado FlightAware.com.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos