ONU cria missão para monitorar futuro acordo de paz na Colômbia

Michelle Nichols

  • LUIS EDUARDO NORIEGA/EFE

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou nesta segunda-feira (19) a criação de uma missão de observadores internacionais para monitorar o desarmamento caso o governo da Colômbia e os rebeldes de esquerda das Farc cheguem a um acordo para encerrar a mais longa guerra da América Latina.

O conselho de 15 membros aprovou por unanimidade uma resolução apresentada pelos britânicos que estabelece uma missão política de 12 meses "para monitorar e verificar o definitivo e bilateral cessar-fogo e o fim das hostilidades, e a entrega de armas".

O governo da Colômbia e as Farc pediram de forma conjunta ao Conselho de Segurança a ajuda para monitorar e verificar o desarmamento rebelde caso os dois lados firmem um acordo para pôr fim à guerra de 50 anos que já matou 220 mil pessoas e expulsou milhões de suas casas, até o prazo final de 23 de março.

A resolução pediu ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que apresente recomendações detalhadas para tal missão ao Conselho de Segurança, para consideração e aprovação dentro de 30 dias após assinatura de um acordo de paz.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos