Rússia nega ter pedido a Assad para renunciar e oferecido asilo político

MOSCOU (Reuters) - O governo da Rússia não pediu ao presidente sírio, Bashar al-Assad, para renunciar e também não ofereceu asilo político a ele, disse o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, nesta terça-feira.

"Em ambos os casos a resposta é não", disse Lavrov em entrevista coletiva. "Isso não é verdade... Ninguém perguntou sobre asilo político, e ninguém ofereceu qualquer coisa desse tipo".

Lavrov disse ainda na entrevista coletiva que militantes do Estado Islâmico estão ganhando influência dentro do Afeganistão.

(Reportagem de Andrew Osborn e Valdimir Soldatkin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos