Viajantes desabafam temores e frustrações com Zika vírus nas redes sociais

Por Melissa Fares e Amy Tennery

(Reuters) - Viajantes e casais esperando filhos foram às redes sociais nesta terça-feira para expressar seus temores a respeito de viagens a países possivelmente afetados pelo Zika depois que a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou ser provável que o vírus se dissemine na maior parte das Américas.

O surto do vírus transmitido por mosquitos acontece no momento em que uma porcentagem recorde de norte-americanos planeja férias nos próximos seis meses e uma proporção quase recorde destes almeja viajar para o exterior, já que a força do dólar norte-americano torna muitos destinos estrangeiros mais acessíveis.

Um usuário do Twitter que se identifica como Tito (@FaustoRivera5) disse que o vírus afetou seus planos de viagem.

"Vá se danar, vírus do Zika. Estragou minha viagem à Costa Rica", escreveu.

O Canadá e o Chile são os únicos países das Américas onde não se espera que o vírus chegue, informou a OMS na segunda-feira.

Vários usuários do Twitter lamentaram as férias frustradas e o fato de não estarem conseguindo ser reembolsados pelas agências de viagens.

Stu Privett, um especialista em sistemas de Recursos Humanos da Faculdade Real de Enfermagem de Londres, tuitou contando que teve que cancelar uma viagem já marcada para Barbados. Ele planejava levar a esposa, que está no primeiro trimestre da gravidez. Privett afirmou não ter conseguido um reembolso da operadora Virgin Holidays.

"Basicamente eles disseram que era escolha nossa não viajar nas férias", declarou ele à Reuters. "Basicamente é um caso do tipo 'simplesmente perdemos todo o dinheiro que gastamos'".

Um porta-voz da Virgin Holidays informou que a empresa irá analisar a queixa.

Outro usuário do Twitter, Mitch Svor (@AzSvor), escreveu para a companhia aérea American Airlines indagando sobre um possível ressarcimento de uma viagem a um país vitimado pelo Zika:

"@AmericanAir Minha esposa está grávida e o médico nos aconselhou a não voar para áreas com o vírus do Zika. Vocês reembolsarão nossa despesa?"

A American Airlines respondeu que "no momento estamos reembolsando as passagens de voos" para alguns destinos.

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês), que continua a acrescentar países em sua lista de locais afetados, recorreu ao Twitter como plataforma para discutir o vírus. Sua conta alertou os viajantes a "cogitarem adiar viagens a áreas atualmente com transmissão do Zika".

Dados divulgados nesta terça-feira pelo Conselho de Conferência dos Estados Unidos em seu Índice de Confiança do Consumidor mensal mostraram que a cifra recorde de 54,4 por cento dos norte-americanos planeja tirar férias nos próximos seis meses.

Cerca de 11,2 por cento disseram pretender viajar para o exterior, uma pequena redução em relação aos 11,5 por cento de outubro, mas ainda assim uma das taxas mais altas no histórico da entidade, iniciado em 1978.

(Reportagem adicional de Eleanor Whalley)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos