Presidente do Irã diz que depende dos EUA melhorar as relações com Teerã

ROMA (Reuters) - O Irã pode ter melhores relações com os Estados Unidos, mas cabe a Washington mudar sua postura "hostil" em relação a Teerã, disse o presidente iraniano, Hassan Rouhani, nesta quarta-feira.

"É possível que o Irã e os Estados Unidos tenham relações amigáveis. Mas a chave para isso está nas mãos de Washington, não de Teerã", disse Rouhani em uma coletiva de imprensa em Roma, antes de embarcar para Paris para continuar sua primeira viagem pela Europa após a retirada de sanções contra seu país.

Ele também acusou o "lobby israelense" como responsável pela hostilidade dos EUA em relação ao Irã.

Rouhani busca reconstruir as relações iranianas com o Ocidente cerca de duas semanas após a revisão das sanções financeiras contra Teerã, em decorrência do acordo nuclear assinado pelo Irã com potências mundiais.

"O Irã não quer apenas comércio, mas também investimentos e tecnologia", disse.

Ele negou as acusações de muitos países ocidentais de que o Irã esteja financiando grupos militantes tidos como organizações terroristas.

"Está claro que o Irã é um país contrário ao terrorismo, e um país que combate o terrorismo", afirmou.

(Reportagem de Crispian Balmer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos