Samarco registra deslizamento em barragem em Mariana, mas sem vazamento

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora Samarco [SAMNE.UL] registrou um deslocamento de massa residual na barragem de Fundão, em Mariana, em Minas Gerais, na tarde desta quarta-feira devido a chuvas das últimas semanas, o que obrigou a retirada dos funcionários, disse a companhia em nota.

"Ressaltamos que o volume deslocado permanece entre a barragem de Fundão e Santarém, dentro das áreas da Samarco. A Samarco reafirma que as estruturas das barragens de Germano e Santarém permanecem estáveis", disse a empresa, uma joint venture entre Vale e BHP Billiton.

A barragem de Fundão rompeu-se no ano passado, despejando uma onda de lama, que deixou ao menos 17 mortos, destruiu um distrito e percorreu o Rio Doce até o litoral do Espírito Santo, no que é considerado o maior desastre ambiental do país.

Os empregados que atuam próximo à área afetada foram orientados a deixar o local, destacou a Samarco na nota desta quarta-feira.

"Não houve a necessidade de acionamento de sirene por parte da empresa. As defesas civis (dos municípios) de Mariana e Barra Longa foram devidamente informadas", acrescentou a empresa.

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos