Argentina registra primeiro caso de Zika, oriundo da Colômbia, dizem fontes

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina confirmou o primeiro caso de Zika vírus em seu território, de uma pessoa que teria contraído a doença na Colômbia e já superou o período de contágio da doença, disseram nesta quinta-feira fontes do Ministério da Saúde.

O caso, que envolve uma moradora de Buenos Aires, havia sido mencionado pelo governo esta semana em um boletim de vigilância sanitária, mas, segundo um porta-voz da entidade, ainda faltava confirmação oficial por parte do Instituto Nacional de Doenças Virais Humanas.

"O caso de Zika está confirmado", disse uma fonte do ministério. Não havia ninguém disponível no instituto para responder a telefonemas da Reuters.

O vírus, para o qual não há vacina, é suspeito de provocar má-formação cerebral. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença vai infectar entre 3 milhões e 4 milhões de pessoas nas Américas, incluindo 1,5 milhão no Brasil.

(Reportagem de Maximiliano Rizzi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos