Lula virou "objeto de desejo" das investigações, diz Wagner

(Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva virou "objeto de desejo" das investigações da operação Lava Jato, afirmou o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, após deflagração de nova etapa da operação para investigar suposta lavagem de dinheiro de propina por meio de um condomínio no Guarujá (SP) onde Lula teria um apartamento, o que é negado por seu advogado.

"Ele (Lula) é uma figura que tem uma liderança bastante sólida no país, é uma referência, um nome super conhecido, oito anos presidente da República, virou objeto de desejo”, disse Wagner a jornalistas na noite de quarta-feira.

O Ministério Público Federal (MPF) afirmou mais cedo na quarta-feira que vai investigar todos os apartamentos do condomínio Solaris, no Guarujá (SP), por suspeita de terem sido usados para lavagem de dinheiro proveniente de esquema de corrupção na Petrobras, incluindo um eventual apartamento de Lula no local.

O suposto pagamento de propina pela empreiteira OAS por meio de imóveis no condomínio faz parte das investigações da 22ª etapa da operação Lava Jato, deflagrada na quarta pela Polícia Federal com o nome "Triplo X".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos