OMS estima 1,5 milhão de casos de Zika no Brasil e vê ligação com microcefalia

GENEBRA (Reuters) - O Zika vírus muito possivelmente causa malformação congênita e pode infectar de 3 milhões a 4 milhões de pessoas nas Américas, incluindo 1,5 milhão no Brasil, disse nesta quinta-feira um especialista da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Marco Espinal, diretor de doenças transmissíveis da Organização Pan-Americana de Saúde, o braço da OMS nas Américas, disse que um estudo a ser publicado sugere uma correlação entre o Zika e a microcefalia em recém-nascidos no Brasil.

"Não sabemos ainda se o vírus cruza a placenta e gera ou causa microcefalia. Achamos que tem algum papel. Não há dúvida sobre isso", disse durante encontro do comitê executivo da OMS em Genebra.

(Reportagem de Tom Miles)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos