Turquia diz que avião russo violou espaço aéreo do país

Ece Toksabay e Maria Tsvetkova

Em Ancara e Moscou

Uma aeronave russa SU-34 violou o espaço aéreo turco na sexta-feira (29) apesar dos avisos emitidos por radar, afirmou o Ministério das Relações Exteriores da Turquia neste sábado (30), em meio ao clima ruim entre os dois países envolvidos na guerra da Síria.

O embaixador da Rússia foi chamado para esclarecer o incidente no fim da sexta-feira, de acordo com um comunicado. A Turquia acredita que a violação foi um claro sinal de que a Rússia quer que as diferenças entre os dois países se intensifiquem.

"Nós estamos fazendo um pedido claro para que a Rússia não viole o espaço aéreo turco, que é também espaço aéreo da Otan", disse o comunicado.

"Nós estamos enfatizando uma vez mais que as consequências indesejáveis de tal comportamento irresponsável irão pertencer inteiramente à Rússia", acrescentou. 

A Turquia derrubou um avião de guerra russo em novembro em incidente que deteriorou as relações entre os dois países. A Rússia impôs sanções econômicas à Turquia, afetando o turismo e as exportações do país.

Rússia nega

O Ministério da Defesa da Rússia negou neste sábado (30) que caças russos tenham violado o espaço aéreo da Turquia.

"As declarações do lado turco sobre o alegado fato de caças russos Su-34 terem violado seu espaço aéreo são pura propaganda", disse o porta-voz do ministério major-general Igor Konashenkov.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos