Premiê britânico busca "freio de emergência" mais forte da UE, diz fonte

Por William James

LONDRES (Reuters) - O primeiro ministro britânico, David Cameron, vai exigir poderes mais fortes para conter a imigração da União Europeia quando se encontra com presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, no domingo, disse uma fonte sênior do governo britânico.

Cameron irá insistir que um proposto de "freio de emergência" para negar o pagamento de benefícios aos imigrantes de trabalho deve ser significativamente reforçado, e argumentar que deve ser acionado imediatamente após o referendo da Grã-Bretanha sobre a adesão à UE, disse a fonte.

Cameron prometeu reformar os laços da Grã-Bretanha com a UE e realizar uma votação pública sobre a adesão ao bloco antes do final de 2017. Ele está esperançoso de alcançar um acordo de reforma em uma cúpula no próximo mês, com vista à realização do referendo o mais cedo possível.

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos